domingo, 19 de julho de 2015

Tempos Difíceis

                   Doze Girassóis numa jarra - Vincent Van Gogh - 1911




“Inteiramente diverso é o que se passa com o tempo linear.”
Karl Jaspers


Estamos vivendo tempos difíceis, essa evangelização nos sentimentos, na cultura, na forma desapegada que se tem para levantar os braços e agradecer a torto e a direito a tudo que é de ordem divina, do esforço de cada um, do cérebro de cada um, o que é da Vida passa a ser a mão do senhor.  
A criação dos homens virou uma dádiva, logo agora que não existe nada de criativo nas atitudes e nem no que se apresenta como sendo cultura, música, literatura e outros fazeres dos homens que se acham donos da Terra.
Estamos vivendo esse tempo de gerúndio, de poente nas histórias; na política, o pensamento de esquerda está mais perdido que papel ao vento, a direita, está cada vez mais orgulhosa de suas atitudes, de seus propósitos e agradece ao senhor do egoísmo... Mas esse tempo é mortal. Felizmente. Estamos a viver todos os tempos num só século. A água está suja, o plástico é uma ilha para os olhos dos homens, então, alguém poderia me dizer uma coisa: onde andam os deuses e seus sons, onde está a pintura dos girassóis e os cineastas libertários, onde estão todos?


Postar um comentário