sábado, 9 de novembro de 2013

Olhar o fim

    Foto: Bebeto Alves

“No reino do olho nu nada acontece que não tenha seu começo e seu fim.”
Paul Auster

Todos queimam um cigarro até o fim, um dia até o fim,
Os dedos queimam até o fim, o cigarro é até o fim.
Todos queimam a vida até o fim, o beijo queima até o seu fim.
Tudo tem um fim, os dedos envelhecem até o fim, o sorriso espera os dedos envelhecerem até o fim, o riso vive até todos os fins.
Todos olham até o fim, o dia parte até seu fim, os olhos lá ficam a esperar o fim: olhos a sonhar com o outro dia até o fim.



Postar um comentário