terça-feira, 14 de maio de 2013

O instante submerso




Almost blue, Almost doing things we used to do, There's a girl here and she's almost you. Almost...      Chet Baker


Quase um instante, o tempo que tive para perder o trem, o tempo que tive de não te encontrar mais, mesmo ao meu lado, te perdi, te achei já no caminho do Nada, depois disso tudo seria metafísica e nossos corpos não ficariam mais ao contrário dos olhos.
Nossas mãos não se enlaçaram mais no tempo do agora, dos olhos que escapam pelos cabelos, pelas transversais, por ruas que nos cruzamos, por cafés que tomamos, por elegias que fizemos juntos lado a lado no caminho do rio, da ponte, dos casamentos absurdos, dos protestos infames, do dinheiro e da miséria. Um instante vive em ti, na cabine escura de um vagão que se perdeu no passado quase tive o tempo em minhas mãos.

  A cidade fantasma - Epecuén - Fonte: Terra
Postar um comentário