quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O caminho da editora




Andei longe daqui, talvez mais por andar incessantemente da casa para o trabalho por esta travessia. O caminho invariante é que leva da casa ao trabalho, mas mudo pois o inalterar da coisas me entedia. Depois retorno a ele e as imagens mudam. Sempre ao lado, passo uns metros, e lá está ele com suas luzes diferenciadas. É como escrever, ando longe mas não deixo de trilhar pelos textos, escrevo com outros olhos, escrevo em outros lugares.
"Essas travessias de brinquedos nada podiam saber das expedições em cujo curso todas as margens ficam para trás." Martin Heidegger


Postar um comentário