sexta-feira, 13 de março de 2009

Ecran


Scorsese

Minha boca, tua boca,
teus lábios na ecran imensa de lençol,
minha língua na lembrança do tempo que perdeu o caminho de casa.
O retorno dos sentidos só após a leitura
do instante em teus seios que se revelam depois do beijo com gosto de um filme neorrealista.
Postar um comentário