quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Mar das imagens


Imagem "História do Cinema" de Godard

O sertão virou mar, mar de angústias para os mais miseráveis. E o mar ao virar sertão, o sertão de idéias de uma época que hoje só consegue a aridez e a lembrança desse tempo, porque não produz, lamenta com idéias de uma classe pensante. Pensamento oblíquo esse que além de vesgo quer ser filme sem conceitos e agora, além de tudo, anda atrás das imagens como um louco correndo pelo deserto adentro em busca de água. Mate a sede com esta escritura! É o que resta para os que não vivem o nascimento do suposto cinema. Idéias? Não, não creio. Patrocínio mesmo.
Postar um comentário