quinta-feira, 31 de julho de 2008

A imagem


História do Cinema (Godard)


A lei da imagem surrealista que foi formulada por Reverdy e depois retomada por Breton
..."quanto mais distantes as relações entre duas realidades, mais forte será a imagem."

Godard dirá:
"O perfume. Histórias de beleza, em suma. A beleza, a maquiagem no fundo, o cinema não faz parte da indústria da comunicação, nem do espetáculo, mas da indústria dos cosméticos, da indústria das máscaras. Mera sucursal da indústria da mentira."

Como escreveu Deleuze, que uma imagem-movimento não nos dá uma imagem-tempo, mas nos dá muito mais porque o tempo nos é dado na imagem-movimento que se subordina ao tempo. Todas as imagens em nossas mentes através das leituras, dos olhos através da escuridão que buscam os signos, "tal qual o passado é um antigo presente, e o futuro, um presente por vir"(Deleuze).
Postar um comentário