domingo, 27 de outubro de 2013

Terra


"Just a perfect day
drink sangria in the park
And then later when it gets dark
we go home"
Lou Reed

A Terra te espreita, olha o céu, as paredes e o teto,
O lugar da vida é o limite de teu mundo.
A Terra finda.

O olho do sol te crava a lança de fogo no coração,
A Terra renasce do Nada.

A vida desfaz teus entendimentos, tudo se repete,
A Terra é a promessa do imprevisível.

A morte é um lugar distante,
A Terra é infinita diante de ti.

Tua música é o exercício do pensamento e já dizia o poeta, você vai colher só o que plantou,

A Terra tem o seu preço.
                  Imagens: Trans-Europ-Express(1966) de Alain Robbe-Grillet